Publicidade

O Que é o Crowdfunding, e Como Devo Usar?

Quer saber mais sobre o financiamento coletivo, atualmente mais conhecido por crowdfunding para arrecadar fundos? Acompanhe!

Por:

Fonte: Google
Publicidade

Embora complicada, o crowdfunding, é a junção das palavras crowd (plateia) e funding (financiamento), só por aí já dá para ter uma pequena ideia do que se trata.

É um método pouco conhecido por muitos, destinado a levantar fundos para projetos e novas empresas com a ajuda de amigos, familiares, e potenciais consumidores.

Esse método foi criado especialmente pensando em projetos inovadores, mas também pode ser utilizado para iniciativas sociais, artísticas e ambientais.

Se você optar por financiar um projeto de forma tradicional, precisará contar com o próprio dinheiro, empréstimos de bancos, ou investidores, e nem sempre é fácil conseguir esse tipo de financiamento.

Pois, os Bancos e investidores sempre avaliam todos os riscos, afinal, eles não querem perder dinheiro.

O crowdfunding traz uma nova proposta, tornando essa ponte facilitada.

Como conseguir usar o crowdfunding?

É bem mais fácil conseguir conquistar esse tipo de financiamento, se você tiver todo o planejamento em pauta, a criação de protótipos, plano de negócio sólido, um pitch bem estruturado e pesquisa de mercado, são fundamentais.

A partir daí o crowdfunding te ajuda, cortando toda a parte burocrática de um financiamento formal, e solicitando fundos diretamente do consumidor.

Se tem um projeto parado, não aceito pelos bancos, essa pode ser a sua chance!

Com diferentes modalidades o crowdfunding, é muitas vezes uma luz no fim do túnel, e uma nova oportunidade para quem está começando.

Vamos ver algumas plataformas mais utilizadas aqui no Brasil.

Tipos de crowdfunding mais usados no Brasil

Cada plataforma apresenta suas próprias regras, mas a forma mais usada para propor um projeto é criar uma defesa, que pode ser feita em formato de vídeo, ou texto de apresentação, entre outros.

Esse projeto ainda deve conter para passar o máximo de seriedade, um valor predefinido, data limite de arrecadação, e recompensas para cada quantia oferecida.

Depois de aceito o projeto, é preciso seguir para próxima etapa, e divulgá-lo em todos os meios possíveis.

Mas existem algumas outras maneiras de captação de recursos em crowdfunding, e vamos ver aqui.

Conheça outros 2 tipos:

  • Doações: esse um modo de contribuição não oferece nenhum tipo de retorno para quem investe. Projetos de ONGs, se encaixam nesse perfil. Um exemplo no Brasil é a Vakinha Online.
  • Equity: nesse meio quem oferece dinheiro recebe em troca, shares da companhia caso o projeto tenha sucesso financeiro. Existe um retorno financeiro sobre o investimento, porém com riscos. No Brasil, contamos com o StartMeUp.

Gostou desse conteúdo?

Entendeu um pouco mais sobre o assunto?

Se quiser saber mais sobre esse, e muitos outros temas não deixe de acompanhar nossos conteúdos, compartilhe!

Por Rafael Mansberger – Especialista em crédito – @rafaelmansberger – E-mail: [email protected]

Recomenda

Últimas