Publicidade

Financiamento: o que você precisa considerar antes?

Um passo importante antes de procurar um financiamento, é planejar-se e conhecer todos os detalhes dessa modalidade a fundo. Continue a leitura e saiba tudo sobre o assunto!

Por:

Fonte: Google
Publicidade

O financiamento atualmente já faz parte da cultura do brasileiro.

Fazemos um financiamento aqui para a compra do carro, fazemos um financiamento ali para a compra da casa própria.

Depois fazemos um novo financiamento para trocar o carro por um mais novo, tornamos a fazer mais um financiamento para reformar a casa.

O financiamento faz tão parte da nossa vida que está presente em diferentes etapas.

De fato, é por meio dele que conseguimos conquistar grande parte das nossas coisas.

Afinal, o financiamento, apesar da alta taxa de juros e taxas administrativas atreladas a operação, tornou mais acessível à aquisição de bens de alto valor.

Quem está buscando o primeiro financiamento deve estar cheio de dúvidas na cabeça.

Fato é que não importa se o financiamento é para a compra de um veículo, casa própria ou terreno, as dúvidas surgem.

E engana-se quem pensa que nesse momento a única preocupação deve ser a taxa de juros.

Abaixo você encontra tudo o que você precisa saber antes de optar por essa opção de crédito tão popular no mercado.

A principal vantagem do financiamento é que ele possibilita que você consiga comprar bens sobre os quais você ainda não detém o dinheiro para a sua compra.

Por meio de uma financiadora ou instituição bancária que trabalha com financiamentos é possível conseguir crédito para a aquisição dos mais diferentes bens como imóveis, terrenos e igualmente carros e correlatos.

Se você tem nome sujo melhor esquecer

Há opções de instituições financeiras que trabalham com crédito especialmente para negativados.

Todavia, se você tem o nome sujo na praça, como diriam, é melhor considerar realizar o pagamento da dívida e a limpeza do nome.

Isso porque nenhuma instituição, exceto aquelas que trabalham especialmente com negativados, vai liberar crédito para quem está com o nome sujo ou com restrições em seu CPF.

Ao solicitar um empréstimo ou financiamento junto a instituição financeira, dentre as inúmeras etapas que você tem pela frente, uma delas e a apresentação da documentação, não é?

É por meio da documentação que o banco analisa juntos aos órgãos de proteção ao crédito se você tem ou não condições de arcar com a dívida.

O estado do seu nome é o primeiro levado em consideração para determinar isso.

Com o nome sujo ou com restrições em seu CPF o banco considera que as chances de que você liquide a dívida não são tão altas quanto de uma pessoa sem restrições ou negativado.

Planejamento financeiro é fundamental para quem deseja fazer um financiamento

O financiamento até mesmo os mais curtos costumam envolver o pagamento das parcelas a instituição financeira que realizou a liberação do crédito por quarenta e oito a sessenta meses.

Financiamentos de imóveis podem passar de cem meses de pagamentos mensais.

Assim sendo, para evitar dores de cabeça, é preciso que você tenha em mente a sua renda atual, a sua projeção salarial para daqui a alguns anos.

E, sobretudo, se há gastos que podem ser cortados para que você crie um fundo de emergência.

Evite fazer um financiamento sem ter o pleno conhecimento da sua situação financeira e do que pode ser feito para melhorá-lo.

Planejamento financeiro é importantíssimo para buscar de fato um financiamento.

Se você prefere fazer tudo pelo caminho certo é preciso ainda avaliar qual a real necessidade do bem que você quer adquirir.

Bem como se você pode arcar hoje com os custos atrelados a sua posse.

Por exemplo, um carro tem como gastos advindos de sua posse o pagamento do IPVA, DPVAT, dentre outras taxas e claro, o combustível e a sua manutenção.

A casa possui o IPTU, recursos com manutenção e ademais. Você está preparado para esses gastos?

Ter um planejamento de modo a identificar se você pode arcar com esses gastos é fundamental.

Nunca feche o seu financiamento na primeira instituição

Ao solicitarmos um financiamento temos medo de não termos o crédito negado.

Sendo aprovado não aceite o financiamento de cara na primeira instituição.

Isso porque o valor cobrado por uma instituição em relação a outra pode variar e muito e você pode acabar pagando muito mais caro no final.

As instituições lucram com o financiamento e por conta disso você vai encontrar diferenças entre os valores cobrados por uma e outra.

É como qualquer produto no mercado.

Enquanto há locais vendendo com uma margem de lucro de dez por cento, há outras vendendo com uma margem de lucro de vinte e cinco, por exemplo.

Então se você quer mesmo fazer um financiamento e não pretende ter dor de cabeça com isso, pesquise e muito qual a melhor instituição financeira para você.

Levando em consideração tanto a taxa de juros quanto o prazo para quitação da dívida e a sua amortização.

Tudo isso junto é fundamental para determinarmos se você está ou não fazendo uma boa escolha para o seu bolso.

Por Rafael Mansberger – Especialista em crédito – @rafaelmansberger – E-mail: [email protected]

Recomenda

Últimas