Publicidade

Dividendos: o que são e como investir neles?

Saiba o que são dividendos e como investir nesse tipo de provento mais popular do mercado!

Por:

dividendos
Fonte: Google
Publicidade

Você sabe o que são dividendos?

De fato, eles são uma das variações de proventos e é um dos mais populares, apreciado por investidores mais tradicionais.

Se tudo o que eu falei no parágrafo anterior pareceu em outro idioma para você, não se preocupe, estou aqui para te ajudar a entender e a visualizar como funciona os dividendos e como você pode investir por meio deles.

Como mencionei acima, os dividendos são um dos tipos de provento que você pode encontrar no mercado financeiro.

Outros disponíveis são Juros sobre Capital Próprio e bonificação.

Apesar de todos eles serem boas opções de investimento, hoje focarei especialmente nos dividendos.

Entenda o que são dividendos

Os dividendos são proventos, que em outras palavras é uma parcela dos lucros de uma determinada empresa ou instituição.

Os dividendos são pagos aos acionistas da empresa comumente em dinheiro.

A partir do ponto que entendemos que os dividendos correspondem a uma pequena parcela dos lucros da empresa, precisamos entender exatamente porque eles existem.

Ser remunerado, por assim dizer, é sem dúvida alguma o sonho de todo e qualquer acionista e os dividendos é uma forma de alcançar esse sonho.

Os dividendos são proventos fornecidos por empresas e instituições de capital aberto.

Um exemplo de instituições de capital aberto, são todas que estão atualmente na Bolsa de Valores.

Por falar em Bolsa de Valores, todas as empresas que comercializam suas ações por meio da bolsa, devem por obrigação partilhar pelo menos vinte e cinco por cento dos seus lucros com os seus acionistas.

Mas por que eles existem?

Para te ajudar a conquistar sua independência financeira.

Brincadeiras a parte, embora não deixe de ser esse um dos objetivos finais dos dividendos, eles surgiram como uma maneira de remuneração de empresas estáveis para seus acionistas.

O acionistas compram ações de uma determinada empresa.

Os recursos advindos da venda de ações patrocinam essas empresas, permitindo que realizem investimentos, financiamento de dívidas e correlatos.

Nesse sentido, os acionistas são como parceiros destas instituições.

Como empresas estáveis não apresentam grandes oscilações no valor de suas ações, a rentabilidade para o investidor pode ser pequena e como uma forma de conquistá-los e da mesma maneira atrair novos investidores é fornecido os dividendos.

Os dividendos são uma maneira de remunerar os seus acionistas.

Para que você entenda como funciona a questão da partilha dos dividendos, vamos imaginar a seguinte situação:

o lucro líquido da empresa X é um bolo de aniversário.

Não importa o tamanho do bolo nesse momento, apenas que ele representa os lucros que serão partilhados em forma de dividendos.

Quem possui o maior número de papéis, ou seja, ações, será o acionista a receber o maior pedaço de bolo que será proporcional a sua porcentagem sobre a empresa.

Quão mais influente for o acionista, maior a sua participação nos lucros e dessa forma o seu pedaço de bolo.

Nessa partilha do bolo, a empresa pode optar por partilhar todo o bolo com seus acionistas ou guardar um pedaço para ela própria.

Juros sobre Capital Próprio

Esse também é um tipo de provento bem similar ao dividendo.

A principal diferença é que o valor a ser distribuído entre os acionistas é considerado como uma despesa no caixa da corporação.

Outra diferença mais de caráter técnico, é que os Juros sobre Capital Próprio são calculados com base no patrimônio líquido da empresa e na taxa de juros acumulada no longo prazo.

O lucro líquido é a base de cálculo dos dividendos.

Para você que está a receber o provento, por meio do dividendo, há isenção quanto a declaração do Imposto de Renda.

O Juros sobre Capital de Crédito por sua vez são tributáveis.

Investimentos em dividendos, como funciona?

O investimento por meio dos dividendos pode ser uma boa opção uma vez que algumas empresas podem aumentar significativamente o percentual repassado aos seus acionistas.

Por exemplo, algumas empresas ou instituições podem partilhar vinte e cinco por cento dos seus lucros para o pagamento dessas parcelas com seus acionistas e em um ano aumentar esse percentual dos lucros para quarenta por cento, ou mais.

Se você quer adquirir ações de empresas que pagam bons dividendos, uma opção é investir em instituições mais sólidas e estáveis.

Elas tendem a pagar dividendos melhores.

Embora o exemplo que dei sobre o salto de vinte e cinco por cento para quarenta por cento sobre o repasse dos lucros, esse valor é ilustrativo.

De toda e qualquer forma, instituições conhecidas por pagar bons dividendos não vai decepcionar seus acionistas.

Dá para viver de dividendos?

A resposta para essa questão varia e muito de pessoa para pessoa, de quanto você tem para investir.

E, sobretudo, de quanto você considera um valor razoavelmente para viver com tranquilidade.

Se você tem o objetivo de viver de dividendos, é importante que você diversifique a sua carteira de investimentos.

Uma vez que o mercado de ações é bem volátil.

Gostou de saber mais sobre os dividendos?

Então não deixe de acompanhar os demais artigos do blog, tenho muitas outras novidades para você!

Por Rafael Mansberger – Especialista em crédito – @rafaelmansberger – E-mail: [email protected]

Recomenda

Últimas