Anúncios

Caução: entenda como funciona e para que serve

Caução para aluguel, entenda como pode ser utilizado esse tipo de garantia:

caução
Fonte: Google
Anúncios

Vamos imaginar que você tem um imóvel, casa ou apartamento e está disposto a fazer a sua locação.

Mas você não tem nenhuma garantia de que o inquilino vai pagar o valor devido.

Você alugaria? Certamente não.

Até porque o risco é elevado.

Justamente por isso, existe o caução, que é um tipo de garantia quanto a eventual inadimplência por parte do inquilino.

Todo e qualquer negociação que possa abrir leque para inadimplência, deve ter uma forma de garantia.

Em nosso país, sobretudo nos processos de locação e imóveis, o caução é a garantia mais utilizada e é sem dúvida uma das mais fáceis de serem entendidas, assim como o fiador.

O que é o caução de aluguel de imóvel?

Essa ferramenta nada mais é do que uma garantia.

Que assegura ao credor o pagamento da dívida.

De fato, é uma ferramenta muito utilizada em transações que envolvem o pagamento de dinheiro entre as partes.

Além disso, é no Brasil a opção mais utilizada de garantia para as operações de locação de imóveis.

A palavra vem de precaução que significa nada mais do que cuidado, prevenção, prever um mal

O que não deixa de ser igualmente o objetivo do caução, prevenção um mal, nesse caso, a inadimplência do inquilino.

Mas apesar de ser em síntese uma garantia de que o pagamento será feito, existe diferentes tipos de caução.

Diferentes tipos de caução envolvendo diferentes garantias

Em termos práticos, é uma garantia, mas existem duas formas de ser feito.

Uma delas e igualmente a mais comum e mais utilizada, é o caução com garantia real.

Nessa forma de caução, o que é dado como garantia pode ser utilizado para o pagamento da dívida.

Como exemplo, temos o caução do aluguel, que é uma garantia para o caso de inadimplência.

Outra forma de caução, é o caução com a garantia fidejussória, que é um pouco diferente que a primeira.

Nesse caso é utilizado uma pessoa como caução.

E caso você não consiga arcar com o pagamento da dívida, essa pessoa assume a responsabilidade pelo seu pagamento.

Como funciona o processo de depósito?

Para a locação de imóveis, há a opção de utilizar um fiador ou um caução.

Como nem sempre conseguimos um fiador, visto que é necessária uma tremenda relação de confiança entre as partes, há o caução que é uma garantia muito utilizada e consiste no pagamento, ou melhor, uma reserva de dinheiro para o pagamento caso eventualmente você fique inadimplente.

Em outras palavras, essa ferramenta é uma garantia que visa diminuir os riscos de não pagamento do aluguel devido.

De fato, nesse caso é feito da seguinte forma.

É feito um depósito ou um cheque a ser depositado pelo inquilino, que costuma ser no valor de três meses de aluguel.

Esse dinheiro é depositado em uma conta conjunta e somente pode ser mexido com a autorização de ambas as partes, locador e locatário.

Caso haja um eventual desacordo, como pode ocorrer ao término do contrato, a Justiça pode ser acionada para liberar o saque.

Essa ferramenta não pode ser descontada para cobrir nada.

A não ser que seja unicamente a inadimplência do aluguel que é a sua razão de existir.

Caso você não precise recorrer à ele até o final do contrato, pagando o aluguel devido, ele deve ser devolvido ao inquilino e o saque deve ser autorizado pela imobiliária.

Seguro caução: outra alternativa para você

O seguro caução, é um tanto quanto mais burocrático de ser contratado.

Contudo, traz a mesma garantia para o locador e pode ser uma boa opção caso você não tenha conseguido um fiador.

E igualmente não tenha o valor de três meses de aluguel para dispor a imobiliária.

Com o seguro caução, você tem uma seguradora que se responsabiliza pelo pagamento do aluguel, caso você venha a não arcar com a responsabilidade.

Uma das vantagens dessa opção de caução, é que você não precisa ter em mãos o valor do caução pedido pela imobiliária.

Mas também apresenta algumas desvantagens, por exemplo, você precisa primeiramente contratar uma seguradora que trabalha com seguro caução antes de fechar o negócio com a imobiliária e isso pode deixar tudo um pouco mais burocrático.

Outra desvantagem é que ao final do contrato, caso você não tenha utilizado o caução, o valor pago não é devolvido, como acontece com o caução do aluguel.

Antes que você se pergunte como o pagamento é feito a seguradora, você realiza o pagamento do valor mensalmente como se fosse uma prestação durante o tempo determinado em contrato.

Grande parte das seguradoras que trabalham com essa modalidade de seguro, fazem algumas exigências para a sua contratação.

Dentre elas está que o responsável pelo seguro deve apresentar comprovação de renda de três vezes mais do que o valor do aluguel.

Esse montante pode ser obtido, a depender da seguradora, com a renda de mais de uma pessoa envolvida no processo.

Gostou de saber mais sobre o caução?

Então não deixe de acompanhar os demais artigos do blog, tenho muitas outras novidades para você!

Por Rafael Mansberger – Especialista em crédito – @rafaelmansberger – E-mail: [email protected]

Caroline

por

Caroline