Publicidade

Fundo de investimento: o que são e como funcionam?

O fundo de investimento têm atraído cada vez mais a atenção de quem investe! Entenda como ele funciona:

Por:

Publicidade

fundo de investimento

Se eu te perguntasse o que é um fundo de investimento, você saberia me dizer de bate pronto?

Se você está começando agora no mundo dos investimentos, deveria começar a pesquisar sobre essa alternativa de colocar o seu dinheiro para trabalhar para você.

Uma vez que é uma opção interessante para diversificar a sua carteira de investidor e que apresenta igualmente bons rendimentos.

Caso você esteja começando a investir agora, os fundos de investimento são excelentes alternativas sobretudo porque agradam os mais diferentes perfis de investidores.

O fundo de investimento tem cada vez mais atraído brasileiros em todo o país.

Segundo dados da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais, a Anbima, o total de recursos que estavam em agosto de 2019 em fundos de investimento somavam mais de cinco trilhões de reais.

A principal característica do fundo de investimento que atrai os investidores, é a sua simplicidade, sendo um bom caminho para quem deseja deixar a caderneta de poupança em busca de rendimentos mais elevados.

Apesar da simplicidade, há fundos de investimentos mais elaborados que são indicados para quem já possui conhecimento no mercado financeiro.

O que são fundos de investimento?

Se apenas com essas informações preliminares você se interessou pelo fundo de investimento, saiba que de fato são alternativas interessantes e realmente rentáveis.

Mas antes de partirmos para como investir, é necessário conhecer mais detalhadamente o que de fato são esses fundos de investimento e como funcionam sobretudo do ponto de vista de sua rentabilidade.

A melhor maneira de entendermos o que é um fundo de investimento, é pensando nele como uma organização de moradores.

Vamos pensar que você mora em um prédio e todos os moradores que moram nesse prédio integram esse fundo.

Ou seja, o fundo corresponde ao conjunto de todos os moradores do prédio.

De fato, o fundo de investimento consiste em um conjunto de investidores que agrupam o seu capital para investirem juntos em aplicações do mercado financeiro.

O capital de todos é destinado a uma aplicação, e os rendimentos obtidos com o fundo é dividido entre todos a depender da participação de cada um no montante final do fundo.

Para que o fundo funcione da melhor maneira possível, todas as metas e objetivos do fundo de investimento são definidos antes mesmo de sua formação e regulamenta suas ações para evitar desavenças quanto a aplicação do dinheiro que compõem o seu capital.

A depender do investimento feito, o capital do fundo pode sofrer perdas.

Dinâmica de funcionamento dos fundos de investimento

O fundo de investimento apresenta características muito particulares, ou seja, a sua dinâmica é muito própria e é difícil falar sobre elas, uma vez que tudo depende do fundo que você integra.

Apesar disso, há algumas particularidades que precisamos comentar sobre essa modalidade de investimento. Vamos lá?

O fundo de investimento pode destinar seu capital para os mais diversos tipos de aplicações.

Os investidores podem ter seu dinheiro direcionado para investimentos como a compra de ações, Certificados de Depósito Bancário, o CDB, dentre outros.

Para delimitar um pouco de como esses fundos funcionam, há algumas regras.

Em geral, um fundo de investimento não pode destinar mais de vinte por cento do seu montante total para a compra de títulos ou ações de um único emissor, essa é uma medida de segurança.

Para o investimento em empresas de patrimônio aberto o limite de investimento é de dez por cento do capital do fundo.

Investimentos de outros tipos dos mais diversos, o limite é de cinco por cento do total.

Para o investimento em títulos federais não há limite.

O fundo de investimento funciona por meio de cotas e a taxas administrativas

De fato, se você está buscando investir em um fundo de investimento, precisa ter em mente que eles são divididos em cotas, que é basicamente como se fossem ações dos fundos de investimento.

Se você quer investir cem reais em um fundo de investimento com cotas no valor de dez reais, você estará adquirindo dez cotas.

Lembre-se que o montante de cotas que você possui representa também o quanto você vai receber no momento de resgate do seu investimento.

De fato, para o investimento através de fundos de investimento é preciso que o investidor considere que as empresas que fazem o gerenciamento desses fundos cobram taxas administrativas para isso.

O conhecimento quanto as taxas cobradas pela administradora e gestora dos fundos é imprescindível.

Isso porque esses valores incidem diretamente no seu retorno.

Quão maiores as taxas pagas, menor será a lucratividade final do fundo.

Em suma, por conta do impacto que esse pagamento tem é importantíssimo que você tenha conhecimento deles.

As taxas administrativas existem em todos os fundos de investimento, mas vale a pena pesquisar bastante antes de escolher.

Essa taxa pode variar de 0,5% a até 4% ao ano dependendo do fundo escolhido.

Anualmente a taxa cobrada pela administração e gestão deve chegar aos investidores.

Ela incide diretamente sobre o patrimônio do investidor.

Por Rafael Mansberger – Especialista em crédito – @rafaelmansberger – E-mail: [email protected]

Recomenda

Últimas