Publicidade

Custo efetivo total: o que isso significa na prática?

O CET é a taxa que engloba todos os gastos, despesas e tributos que incidem em uma operação de crédito! Quer saber mais e como funciona? Acompanhe:

Por:

Custo Efetivo Total
Fonte: Google
Publicidade

Você já tentou solicitar um empréstimo em alguma instituição financeira?

Se sim, você já se deparou com o CET, ou seja, Custo Efetivo Total.

Muitas pessoas na hora de solicitar um empréstimo acabam não se atentando muito ao famigerado CET, mas sem dúvida devem ter reparado na expressiva porcentagem deste encargo.

O Custo Efetivo Total corresponde a todos os encargos e custos atrelados ao seu empréstimo e é importante prestar atenção não unicamente no valor das parcelas ou na taxa de juros cobrada.

Não está muito fácil de visualizar o que vem a ser esse Custo Efetivo Total?

Vamos a um exemplo prático de como funciona o CET.

Entendendo na prática o Custo Efetivo Total

Vamos imaginar que você está se preparando para comprar o ingresso de um determinado evento cultural pela internet.

Pode ser tanto cinema, teatro, não importa.

Você vai finalizar a compra e aparece lá uma tal taxa de serviço ou ainda taxa de conveniência a depender de qual site está realizando a venda.

Nesse caso é preciso considerar que o valor final do ingresso não é o valor do ingresso inicialmente visto, mas o ingresso acrescido do valor da taxa de serviço.

A taxa de serviço como o nome sugere é uma cobrança pelo serviço prestado.

Nesse sentido, corresponde ao processo de venda através da internet.

No caso da cobrança do Custo Efetivo Total temos o mesmo cenário, ou seja, corresponde aos custos, o valor ou taxa de serviço pelo que for prestado.

Está muito presente quanto a solicitação de empréstimos e financiamentos e para tanto deve ser considerado antes da finalização de sua contratação.

Embora algumas pessoas se preocupem apenas com a taxa de juros, o CET é quem deve receber a sua atenção uma vez que mais do que a taxa de juros corresponde igualmente a todos os encargos, tributos, taxas e seguros que estão atrelados ao empréstimo ou financiamento feito.

Qual a sua importância?

Quando estamos contratando um empréstimo ou financiamento ou mesmo comprando qualquer produto que seja, queremos exatamente saber o que estamos pagando e quanto estamos pagando, não é?

Pelo menos eu sou assim e esse é o papel do Custo Efetivo Total, te mostrar exatamente quanto você vai pagar em toda a operação.

O Custo Efetivo Total te mostra claramente quanto e o que você está pagando em sua operação.

E por falar em saber quanto estamos pagando, antes da assinatura do contrato a instituição financeira responsável pelo financiamento ou empréstimo deve informar quanto será o Custo Efetivo Total envolvido.

Por isso, antes de escolher qual a melhor instituição para você não avalie apenas a taxa de juros.

Alguns bancos acabam apresentando uma taxa de juros menor do que outras.

Contudo, tanto os encargos como os tributos envolvidos podem encarecer e muito o valor final.

Deixando a operação mais cara do que em outra instituição com juros inicialmente mais elevados.

O que considerar então antes de escolher um banco para empréstimo ou financiamento?

Está em busca de uma boa instituição financeira para solicitar um empréstimo ou financiamento e não sabe o que considerar na análise? Eu posso te ajudar.

Tanto o empréstimo quanto o financiamento correspondem a um compromisso que você assume que vai comprometer a sua renda por um bom tempo.

E esse valor não é dos menores, por isso antes de mais nada é preciso que você análise suas reais condições de arcar com os custos envolvidos nesse processo.

Se você está decidido quanto a solicitação do seu empréstimo ou financiamento pode realizar simulações em diferentes sites para ter uma ideia mais aproximada de qual a melhor opção para você e qual será o valor pago.

Para saber verificar qual a melhor opção, a principal regra é manter sempre as mesmas condições.

Ou seja, o mesmo valor emprestado ou financiado.

Bem como o mesmo prazo de pagamento para avaliar qual instituição apresenta o melhor Custo Efetivo Total.

Além disso, é importante que você veja se alguma das instruções apresentam condições diferenciadas para o seu caso em especial.

Dentre estas condições especiais que podem ser ofertadas caso você venha a contratar o empréstimo ou financiamento está o pagamento amortizado para parcelas que ainda não vencerão dentre outras coisas.

Todos estes aspectos devem ser levados em consideração quanto a qual a melhor instituição para você.

Como calcula-se o CET?

Algumas pessoas me questionam sobre como o Custo Efetivo Total é calculado.

Contudo, na verdade ele não é exatamente calculado, ele representa a soma de todos os encargos envolvidos na contratação do seu empréstimo ou financiamento.

De fato, é o resultado final dessa soma.

Dentre os tributos cobrados que somam para dar o valor final do Custo Efetivo Total temos:

  • Os juros,
  • IOF,
  • Seguros,
  • Gravames,
  • Toda e qualquer despesa envolvendo o contrato.

Por envolver tudo o que você vai pagar ao longo dos anos é importantíssimo ter pleno conhecimento sobre o seu valor antes da assinatura do contrato.

Gostou de saber mais sobre o Custo Efetivo Total?

Então não deixe de acompanhar os demais artigos do blog, tenho muitas outras novidades para você!

Por Rafael Mansberger – Especialista em crédito – @rafaelmansberger – E-mail: [email protected]

Recomenda

Últimas