Publicidade

Rentabilidade Tesouro Direto: o que é e como ela funciona?

Por:

Publicidade

rentabilidade Tesouro Direto
Fonte: Google

Quando decidimos fazer um investimento a sua rentabilidade acaba sendo um dos fatores mais importantes, assim como o risco que não deixa de estar diretamente relacionado com o retorno do capital investido.

Hoje quero falar com você sobre a rentabilidade Tesouro Direto.

Quando falamos no Tesouro Direto a rentabilidade desse investimento acaba sendo um dos fatores mais marcantes no investimento.

Isso acontece porque nesse caso se faz possível dois tipos de rentabilidade. Uma delas acaba sendo a rentabilidade pré fixada e a outra a pós fixada.

No caso da taxa de rentabilidade pré fixada a mesma se faz conhecida no momento de compra dos títulos.

Você tem uma previsão sobre o retorno do capital investido uma vez que a taxa de rentabilidade é conhecida.

Com a taxa pós fixada isso não acontece e a rentabilidade não se faz previsível estando atrelada a um indicador econômico como acontece com o Tesouro Direto IPCA ou Selic, por exemplo.

Os títulos públicos possuem um grande apreço por parte dos brasileiros sendo um dos investimentos mais realizados ao lado da poupança.

Somente em 2018 tivemos um aumento de quase oitenta por cento em relação a 2017 no número de investidores cadastrados.

A projeção é que esse número aumente ainda mais levando em conta sobretudo os vários títulos do Tesouro e as suas múltiplas características.

Qual a rentabilidade Tesouro Direto?

Se eu fosse direto ao ponto e respondesse a essa questão cruamente assim a rentabilidade Tesouro Direto dá segurança e estabilidade ao investidor, podendo ele estar certo que está investindo em uma boa opção de investimento.

Além disso, estamos falando de um dos emissores mais seguros do país, o Tesouro Nacional, o Tesouro Direto tem como garantidor do investimento, que dá a ele mais segurança, o Tesouro Nacional.

Para investidores que deixarão os títulos para resgate apenas na data de vencimento estamos falando de um retorno de cem por cento do CDI, ou seja, você terá com seu investimento retorno total do Certificado de Depósito Interbancário.

Até outubro o CDI acumulado esse ano era de 2,44%. Ou seja, o seu dinheiro investido teria esse rendimento.

Todavia, vale destacar que caso você opte pela antecipação da venda dos seus títulos a rentabilidade se altera totalmente e fica atrelada a sua estratégia de investimento.

Em outras palavras não se faz possível prevê-la.

Se você está pensando em vender os seus títulos antes da data de vencimento lembre-se de fazer uma profunda análise do mercado para evitar perdas.

A rentabilidade que trouxe acima é um exemplo bem geral, a mesma pode variar uma vez que está diretamente atrelada ao tipo de papel sob o qual você investiu.

Cada título do Tesouro Direto possui uma rentabilidade diferente e justamente por isso se faz necessário conhecê-los antes de começar a investir.

Calculando a rentabilidade Tesouro Direto dos meus investimentos

Se você chegou até aqui e gostaria de calcular o retorno dos seus investimentos mensalmente a conta é simples.

Como vimos anteriormente quando o título possui rentabilidade pré fixada sabe-se quanto será o valor do resgate na data de vencimento do título não dando brechas para ambiguidades.

Todavia, para títulos pós fixados ou híbridos o rendimento pode variar ao longo do tempo e dessa maneira não se faz possível prever o retorno total que o investidor terá em mãos no momento de resgate do seu título.

De qualquer maneira, para determinar o rendimento mensal dos seus títulos, faça a seguinte conta.

Qual o percentual de rendimento anual?

Vamos imaginar que você investiu seu patrimônio em um investimento com rentabilidade de quinze por cento ao ano em títulos pré fixados. Ou seja, a rentabilidade mensal desses investimentos é de 1,25%.

Para os títulos de rentabilidade pós fixada temos como exemplo o Tesouro Selic.

A taxa Selic corresponde a taxa básica de juros da economia brasileira.

Se a taxa Selic finalizar o ano com seis por cento, o seu investimento terá rendido 0,5% ao mês.

O Tesouro Direto IPCA+ é um título híbrido.

Nesse título temos um indicador volátil.

No caso o IPCA, que é imprevisível, por assim dizer, atrelado de uma porcentagem definida no momento da compra dos títulos.

A conta para determinar a rentabilidade mensal aqui se faz a mesma dos casos anteriores.

Quais as vantagens de investir no Tesouro Direto?

Se você ainda tem dúvidas sobre investir no Tesouro Direto, há várias vantagens para investidores desses títulos.

Além da boa rentabilidade, o Tesouro Direto possui uma boa segurança para seus investidores sendo considerado um investimento de baixo risco.

Além disso, há os chamados juros sobre juros em sua rentabilidade ou juros compostos.

O valor é corrigido sobre o valor já anteriormente corrigido, o que garante um melhor resultado para você.

Outra vantagem, mas que como vimos deve ser mensurada estrategicamente é a liberdade de poder vender os seus títulos a qualquer momento antes da data de vencimento.

Por Rafael Mansberger – Especialista em crédito – @rafaelmansberger – E-mail: [email protected]

Recomenda

Últimas