Publicidade

Planilha financeira: por que ter uma? E como fazer uma?

Você tem o hábito de organizar seus gastos e ganhos? Controlar as finanças é algo indispensável. Mas para isso, é necessário que haja um planejamento financeiro. Acompanhe para saber mais:

Por:

planilha financeira
Fonte: Google
Publicidade

Às vezes tenho que explicar para alguns amigos sobre o poder da planilha financeira ou orçamentária.

De fato, algumas pessoas realmente não têm ideia do quão importante é ter um modelo de planilha financeira para equilibrar e igualmente monitorar os gastos familiares.

Se você está tendo problemas para fechar as contas no final do mês e está sempre no vermelho, vem comigo.

O que é uma planilha financeira?

A planilha financeira é um documento que pode ser tanto físico quanto digital onde você consegue facilmente visualizar todos os seus gastos e igualmente suas entradas de dinheiro.

O principal objetivo da planilha financeira familiar é poder te auxiliar a limitar e sobretudo a direcionar os seus gastos, identificando quando eles devem ser evitados.

Também acaba sendo um dos papeis da planilha de organização financeira permitir que seja conhecido previamente quanto você já tem comprometido o seu salário.

Por incrível que pareça, é comum não nos lembrarmos integralmente de todas as nossas dívidas e fazermos com isso novas dívidas, pensando que temos um valor X livre sobre o que ganhamos.

A fatura do cartão de crédito é o melhor exemplo de como isso acontece de fato.

Às vezes perdemos a ideia de quanto já temos gasto com o cartão de crédito e acabamos usando o cartão mais e mais.

Quando a fatura chega, aquele susto.

Por todos esses motivos e tantos outros é fundamental ter uma planilha de organização financeira.

Ela pode efetivamente te auxiliar a evitar o agravamento de sua situação financeira.

A planilha financeira é uma ferramenta importantíssima para conquistarmos a nossa independência financeira e deixarmos de lado o endividamento.

Você sabia que mais de sessenta milhões de brasileiros atualmente hoje estão endividados com restrição no nome, o famigerado nome sujo na praça?

Pois é, a planilha pode te ajudar a evitar essa situação.

Se você está se questionando sobre a dificuldade para elaborar a sua, eu adianto, você nem mesmo precisa de um programa de computador para ter um modelo de planilha financeira.

Você pode montá-la a mão em um caderno e somar e subtrair tudo por meio da calculador.

Não tem desculpa para não ter uma planilha financeira hoje mesmo.

Como montar a sua planilha orçamentária?

Para ter chegado até aqui, eu devo ter te convencido sobre a necessidade de fazer uma planilha financeira familiar. Vamos pôr as mãos à obra.

O primeiro passo para que você possa ter uma planilha que realmente vai te ajudar é ser sincero quanto ao seu preenchimento.

Você não precisa mentir ou maquiar a realidade, esse é um documento apenas seu e se você quiser somente você terá acesso a ele.

Por isso, tenha certeza de preenche-la com honestidade. Isso afetará os resultados finais.

É importante começar o seu modelo de planilha financeira colocando todos os seus ganhos.

Coloque tudo o que você ganha de fato, o que realmente chega as suas mãos.

Algumas pessoas acabam errando essa etapa ao colocarem o salário bruto, sem com isso considerar os descontos em folha feitos pelo empregador.

Determinando para onde o seu dinheiro está indo

Se eu te perguntasse para onde o seu dinheiro está de fato indo você saberia me dizer?

A maioria responde simplesmente que o dinheiro está indo para o pagamento de contas.

Mas que contas? É preciso que você saiba exatamente quais são essas contas.

Após discriminar exatamente os seus ganhos, é hora de colocar todos os gastos que você tem.

Aqui você deve considerar tudo, todas as contas que você já tem.

O valor parcial da fatura, internet, média da conta de luz, água, plano de saúde, IPTU, mensalidade da escola dos filhos, ou da faculdade, gasolina.

Tudo deve estar colocado na sua planilha na sessão gastos.

O caminho mais curto aqui seria somar tudo e ver se há diferença entre os valores.

Se os gastos forem maiores, você está efetivamente no vermelho e precisa fazer cortes e diminuir os gastos.

Caso o seu ganho ainda esteja superando os gastos você está no azul e a depender dessa “sobra” você pode avaliar o estado da sua saúde financeira.

Mas eu quero que você vá além disso.

Quero que você visualize o problema para que posse se tornar autônomo a mim.

Quais são os seus hábitos de consumo?

Você costuma comprar uma sobremesa depois do almoço no trabalho? Ou ainda um lanchinho para tarde?

Você deve ter visto esses gastos na fatura do cartão, mas eles não devem ter chamado a sua atenção porque a depender do quanto foi gasto, são valores muito pequenos.

Pegue esses valores e some para o mês todo.

Faz uma tremenda diferença, não é?

Esse é um dos principais furos de quem não tem uma planilha financeira familiar.

Não ter ideia de como pequenos gastos podem se transformar em grandes valores no final do mês.

Eu não estou falando que você não pode comprar uma sobremesa ou um lanche da tarde quando quiser, mas vale sacrificar o seu orçamento familiar para comprá-los todos os dias?

Esse é apenas um dos gastos que você percebe através da planilha financeira que pode cortar.

Por Rafael Mansberger – Especialista em crédito – @rafaelmansberger – E-mail: [email protected]

Recomenda

Últimas