Publicidade

Liquidação do Tesouro Direto [GUIA COMPLETO]

Por:

Liquidação do Tesouro Direto
Fonte: Google
Publicidade

Quando optamos por investir através do Tesouro Direto essa decisão se dá justamente por conta da segurança que esse investimento traz para o seu investidor.

Os títulos do Tesouro Direto são emitidos pelo Governo e são uma maneira de financiar as iniciativas do Estado.

Com isso temos uma excelente opção de investimento e de fomento para o nosso país.

Mas você saberia dizer no que consiste e qual a liquidação Tesouro Direto?

Quando optamos por um investimento que nos passa segurança, quase sempre não fazemos as devidas perguntas que deveríamos.

Como o caso do prazo de liquidação Tesouro Direto, mas não se preocupe, eu vou te ajudar.

Mas antes de falarmos um pouco sobre o prazo do Tesouro Direito, vamos entender melhor a questão sobre no que consiste a liquidação.

Liquidação do Tesouro Direto

Essa consiste em apenas uma de algumas das principais perguntas que mais ouço quando o assunto envolve o investimento nos títulos do Tesouro Direito, mas não deixa de ser pertinente e realmente merece atenção do investidor.

Sabemos que o Tesouro Direto e os seus títulos são alternativas de investimento seguras e são garantidas pelo Tesouro Nacional.

Mas ainda assim acaba sendo fundamental que o investidor tenha conhecimento do prazo liquidação Tesouro Direto e quais as formas de pagamento.

Afinal, estamos falando de um dinheiro que sem dúvida alguma foi economizado e poupado ao longo dos anos, arduamente.

Em termos práticos a liquidação consiste na última etapa no processo de transferência de titularidade entre quem está vendendo os títulos e quem está comprando.

Podemos dizer também que é nesse momento que o investidor faz o resgate do seu investimento.

Nos títulos do Tesouro Direto o investidor pode fazer a liquidação do investimento de duas maneiras diferentes.

Uma delas consiste na antecipação de venda, ou venda antecipada e na outra temos o resgate do dinheiro na data de vencimento estipulada no título.

Qual o prazo liquidação Tesouro Direto?

A resposta para essa pergunta varia muito.

Por exemplo, para o primeiro caso, em que o investidor opta pela venda antecipada o dinheiro estará disponível em sua conta no dia seguinte a finalização do processo.

Ou seja, em outras palavras o prazo de liquidação de venda acaba sendo de um dia.

Para a segunda opção, no qual o investidor espera a data de vencimento dos seus títulos a liquidação somente ocorrerá na data estimada para o chamado “resgate” do título.

Esses são prazos para a venda dos títulos, se faz necessário destacar que os prazos para compra dos mesmos acabam sendo diferentes e mais longos.

Prazo de compra

O prazo de compra dos títulos do Tesouro Direto possuem um tempo maior para a transferência de titularidade.

Na etapa de liquidação de compra do Tesouro Direto temos a transferência e nela há a troca de propriedade.

A mesma ocorre às 17h no esquema D+2 (D corresponde ao dia da compra acrescido de mais dois dias).

O D da compra consiste ao dia da transação financeira que pode se estender até às 5h do dia seguinte.

O D+1 começa a ser contabilizado a partir de então.

Com a liquidação financeira devidamente finalizada o investidor que adquiriu os títulos têm o registro do investimento feito em seu CPF.

Informações importantes sobre o resgate dos títulos do Tesouro Direto

Você como investidor do Tesouro Direto tem a liberdade de fazer o resgate antecipado do valor investido a qualquer momento, ou seja, diariamente há a venda de títulos do Tesouro Direito sendo realizada.

Para a venda antecipada se faz necessário que o investidor realize uma análise completa do mercado financeiro antes de decidir, isso porque mesmo que ele tenha a liberdade para vender seus títulos quando bem quiser nem sempre as projeções do mercado financeiro garantem um bom retorno e às vezes acaba sendo melhor esperar, ainda mais se o objetivo for utilizar o dinheiro para reinvestir.

Por falarmos em reinvestir, essa consiste em informações para a venda antecipada.

Se você for esperar pelo tempo inicialmente previsto no investimento, ou seja, a sua data de vencimento, você tem duas opções para o recebimento do dinheiro investido.

Uma das maneiras acaba sendo através do previsto em contrato no momento de aplicação do investimento e outra para o caso do reinvestimento.

No caso do reinvestimento você compra novos títulos da mesma categoria, classe do investimento anterior, mas com um prazo de vencimento mais a frente.

Por exemplo, se você está resgatando o seu Tesouro IPCA+2035 pode optar por reinvestir os recursos em títulos do Tesouro Direto IPCA+2049.

Você pode ficar tranquilo

Apesar de parecer algo um pouco confuso em um primeiro olhar, a questão da liquidação Tesouro Direto acaba sendo simples e o mesmo se trata de um dos investimentos mais populares do Brasil ao lado da poupança.

Vale destacar inclusive que conta com a mesma segurança, tendo o Governo Federal com garantidor.

Recomenda

Últimas