Anúncios

Como Abrir Uma Conta Poupança Para Seus Filhos?

Pensar no futuro e fazer um planejamento para o futuro é uma das coisas mais importantes a se fazer hoje em dia. Pensando nisso, montamos um super artigo para te ajudar!

Anúncios

Pensando no futuro dos filhos, muitos pais criam uma reserva financeira para ajudá-los em sua vida adulta. Uma boa poupança pode valer muito a pena para os pequenos, e vamos ver mais sobre isso, aqui nesse artigo.

Fonte: Google

Acumular uma quantia ao longo dos anos pode ser muito útil para pagar a faculdade, um bom curso, um intercâmbio, ou então o primeiro carro da criança, quando estiver em sua vida adulta. As possibilidades são variadas, e o empenho dos pais não precisa ser tão grande para isso. Quanto mais cedo começar a investir em prol dos filhos, maior será o lucro.
Começar a preparar uma reserva desde cedo tem a vantagem do longo prazo. Os pais começam a investir ainda na infância dos filhos, e têm pela frente somente os rendimentos. Acompanhe!

Mas qual a melhor maneira de investir em nome dos filhos?

Existem duas formas de abrir contas em nome dos seus filhos, uma em que você poderá movimentar até eles completarem 18 anos, outra é de forma conjunta, em que você será o titular.
A primeira alternativa é bem mais interessante do que a segunda, pois, os pais pensam duas vezes antes de mexer no dinheiro, quando a conta está em nome de um filho. No entanto, é preciso notar, que quando seu filho fizer 18 anos, você não terá mais como movimentar essa conta sem algum tipo de autorização legal, para esse fim.

Como abrir uma conta em nome de um menor de idade?

Para abrir uma conta em instituição financeira em nome de um menor não há limite mínimo de idade. É possível fazer isso até mesmo para um recém-nascido. Nem sempre os bancos exigem o CPF do menor para a abertura de conta corrente ou poupança. Mas, se você tiver em mãos um CPF para seu filho, poderá abrir conta em outros tipos de instituição financeiras.
Os documentos exigidos são CPF, documento de identidade com foto e comprovantes de renda e residência do pai ou responsável; certidão de nascimento do menor; CPF e documento de identidade do menor, se houver.

E a famosa, e conhecida caderneta de poupança?

Há alguns anos era muito comum abrir uma caderneta de poupança para os filhos. Mas essa aplicação perdeu muito espaço com o passar dos anos, por conta da inflação.
Com o CPF do seu filho em mãos, você tem acesso a investimentos muito mais rentáveis no longo prazo. Por isso, busque sempre por aplicações com um pouco mais de risco, e um maior potencial de rentabilidade.

Por Rafael Mansberger – Especialista em crédito – @rafaelmansberger – E-mail: [email protected]

claytonferreira

por

claytonferreira

Anúncios