Publicidade

6 Dicas Para Fazer o Seu Salário Durar o Mês Todo

Com as nossas dicas, você conseguirá administrar melhor o seu salário!

Por:

Fonte: Envato
Publicidade

Grande parte da população tem problemas para viver com seu salário e por isso acaba ficando presa do ciclo sem fim de receber e pagar as contas, onde seu dinheiro acaba logo no meio do mês e então há a necessidade fazer novas dívidas outra vez.

Se essa for a sua realidade não se preocupe, aplicando as dicas a seguir você vai colocar sua organização financeira em ordem, quebrar o ciclo e começar a viver com mais tranquilidade e segurança.

1. Saiba de quanto você precisa para viver

É preciso saber quanto custa viver a sua vida.

Some todas as suas contas básicas de moradia, alimentação e o que mais você considerar de extrema importância e descubra de quanto dinheiro você precisa para “sobreviver” todos os meses.

Sabendo quais são os gastos básicos, liste agora suas outras despesas mensais e classifique-as por áreas da vida.

2. Planeje como você vai usar seu salário

Agora que você já sabe quanto vai gastar com o básico, divida seu salário para outras coisas importantes como investimentos e pagamento de contas.

É essencial ter em mente que os itens essenciais não devem consumir mais de 50% do seu orçamento e que você deve investir pelo menos 10% em uma reserva de emergência.

Quando tiver em sua reserva dinheiro suficiente para cobrir todos os seus gastos por cerca de seis meses, comece a pensar em investimentos mais arriscados ou em poupar para realizar objetivos.

3. Use o cartão de crédito corretamente

Poderíamos te recomendar queimar seu cartão de crédito.

Seria o mais seguro a se fazer, mas como acreditamos no seu potencial de controla-lo e não queremos que você abra mão das vantagens que ele pode te trazer, vamos apenas pedir para que você o utilize corretamente.

A melhor maneira de emprega-lo é como uma forma de concentrar gastos e despesas.

Caso se interesse pelo assunto temos aqui um artigo sobre como fazer do seu cartão de crédito um aliado.

4. Diminua gastos variáveis

Aluguel, condomínio e parcelas de financiamentos são gastos fixos e você terá que viver com eles.

Por sorte, você ainda pode economizar na energia, apagando algumas luzes e no mercado, levando uma lista de compras e fazendo pesquisa de preços.

Use seu tempo e dê um jeito de cortar ou diminuir essas despesas.

5. Diminua seu padrão de vida

Se ajustar seus gastos variáveis não foi o suficiente, talvez seja hora de tocarmos mais fundo na ferida.

Diminua os gatos fixos ou acabe com eles.

Encontre um lugar que tenha aluguel menor ou não cobre condomínio, renegocie financiamentos e empréstimos ou troque de carro.

Faça o possível para adequar sua vida ao seu orçamento.

6. Arranje uma renda extra

Algumas vezes o problema é realmente a quantidade de dinheiro e não o modo você está administrando ele.

Nesse caso existe a necessidade de conseguir uma renda extra que complemente seu salário e te tire do sufoco.

Aproveite as dicas e mude de vida aplicando-as agora mesmo.

Por Rafael Mansberger – Especialista em crédito – @rafaelmansberger – E-mail: [email protected]

Recomenda

Últimas