Publicidade

Taxa de juros nominal: quais as suas características?

Por:

taxa de juros nominal
Fonte: Google
Publicidade

Você já deve ter ouvido e muito sobre o conceito de juros.

Eles estão presentes em praticamente todas as operações financeiras que realizamos.

Mas e o chamado juros nominal? Você saberia dizer no que consiste e sobretudo qual a importância da taxa de juros nominal? Não?

Pois, saiba de antemão que a taxa de juros nominal consiste em um indicador importante que pode dar suporte para a introdução a outro conceito.

Os juros reais, que como veremos hoje, interfere diretamente sobre a lucratividade dos seus ativos, que é o objetivo de todo investidor, gerar lucratividade em seu capital.

Aliás, todo investidor deve antes de efetivamente adentrar no mundo dos investimentos, conhecer um pouco sobre a taxa de juros nominal e o que ela representa, bem como a maneira como ela pode interferir no retorno que você terá.

Mas vamos direto ao assunto porque eu sei que você já deve ter esperado muito para começar a investir.

Mas o que é isso?

Esse tipo de taxa acaba sendo confundida infelizmente com a lucratividade que um investidor teve em seus ativos ao longo de um determinado período de tempo, mas, na verdade, não é bem assim.

A taxa de juros nominal é aquela que vemos expressa em contratos de solicitação de crédito, de financiamentos e de aplicações financeiras, ou seja, investimentos.

Nosso foco aqui será sobretudo os investimentos.

Isso porque essa taxa pode acabar confundindo muitos investidores e acabar trazendo além de dores de cabeça perda de dinheiro.

Ao longo desse post você verá que a taxa de juros nominal não consiste, na verdade, na lucratividade que o investidor teve, pelo contrário aliás.

O que acontece aqui é o seguinte, quando temos a rentabilidade de um determinado investimento expresso no contrato de compra dos ativos, essa rentabilidade é nominal e não leva em consideração a inflação relativa do período.

Dessa maneira, por conta da inflação que não está descontada na taxa de juros nominal, não podemos dizer que ela expressa os seus lucros efetivamente ou reais.

Como a inflação incide sobre os rendimentos do investimento, precisamos entender que a rentabilidade real é menor que a rentabilidade nominal.

Em outras palavras, é a real que de fato expressa o quanto você lucrou em seus investimentos.

A relação estabelecida entre a taxa de juros nominal e real

A taxa de juros real é mais importante para o investidor do que a taxa de juros nominal.

Entretanto, para determiná-la é preciso considerar a taxa nominal.

A taxa de juros real é a taxa de juros nominal (toda a rentabilidade do seu investimento ao longo do período em que esteve investido) menos a inflação registrada durante esse mesmo espaço de tempo.

A taxa de juros real se faz importante porque mesmo que um investimento seja extremamente lucrativo, mas tenha uma taxa nominal abaixo da inflação estimada ou registrada para o período vai resultar em perda de valor do dinheiro. O seu dinheiro perderá valor ao longo do tempo.

Veja um exemplo simples sobre como ambas estão interligadas e são importantes na hora de decidir sobre qual o melhor investimento para você.

Por exemplo, se você optar por um investimento que possui rentabilidade de dois por cento ao mês, você terá uma rentabilidade de vinte e quatro por cento ao ano.

Essa é a rentabilidade nominal, ou taxa de juros nominal.

Para saber exatamente quanto você está lucrando ou perdendo nesse investimento, se faz necessário considerar a taxa de juros real que é resultado da taxa de juros nominal menos a inflação para o período.

Vamos imaginar que nesse exemplo acima tivemos um acumulado de catorze por cento de inflação para o período (um ano).

Ou seja, a taxa de juros real foi de dez por cento.

O seu dinheiro investido rendeu dez por cento acima da inflação. Esse foi o seu ganho real.

Essa taxa também pode ser negativa caso, por exemplo, a inflação relativa para o período seja maior que a taxa de juros nominal.

Nesse sentido, você até terá um valor acrescido ao dinheiro investido, mas efetivamente terá perdido dinheiro.

Não considere apenas a taxa de juros nominal na hora de investir

Se você está pensando em começar a investir, deve considerar uma série de fatores que vão muito além da taxa de rentabilidade informada pela instituição no momento da compra dos seus ativos.

Essa taxa, como vimos, nem mesmo leva em conta a inflação do período.

Mas, além disso, há investimentos que podem ter atrelados a sua operação impostos.

Bem como tributos e taxas que vão incidir diretamente sobre o quanto você está lucrando.

Dessa maneira, é imprescindível considerar todos estes aspectos antes de escolher onde destinar os seus recursos.

A corretora escolhida também tem peso, uma vez que você pode acabar escolhendo uma instituição que cobra muito de seus acionistas.

Pela competitividade do mercado hoje temos uma série de instituições que oferecem uma gama de serviços gratuitos para você investidor.

É importante conhecê-los antes de decidir.

Continuando na questão de juros, também temos uma matéria super interessante sobre Juros Compostos. Clique e veja!

VEJA AQUI

 

Por Rafael Mansberger – Especialista em crédito – @rafaelmansberger – E-mail: [email protected]

Recomenda

Últimas