Anúncios

Pirâmide financeira: você sabe reconhecê-la para não cair em golpes?

Para investir com segurança, basta ter atenção a alguns detalhes e sempre desconfiar de propostas tentadoras demais. Por isso, preparamos algumas dicas valiosas para você!

Anúncios

O número de pirâmides financeiras e golpes vem aumentando com o passar dos anos. E em momentos de fragilidade financeira como a que estamos vivenciando atualmente com a pandemia do coronavírus – somado aos juros baixos -, fica cada vez mais fácil as pessoas caírem nessas ciladas em busca de maior rentabilidade nos seus investimentos.

Fonte: Google

Afinal, quem não quer ganhar bastante dinheiro, ainda mais em momentos de crise?
Apesar de parecer bastante simples identificar esses golpes, os golpistas atuais conseguem ser extremamente persuasivos para convencer as pessoas a aplicarem seu dinheiro nesses investimentos.
Então, como se proteger para não cair nessa cilada?
O primeiro passo é entender e saber reconhecer esse sistema ilegal quando alguma oferta bater na sua porta. Para te ajudar, a For Money te explica todos os detalhes. Confira!

O que são as pirâmides financeiras?

A principal promessa desse esquema é o retorno alto e rápido do dinheiro aplicado pelo investidor. Mesmo que pareça uma oferta encantadora, esse sistema é crime contra a economia popular – conforme a lei 1.521/51 – e pode levar à prisão quem o comete.
As pirâmides são modelos de negócios insustentáveis e que, em algum momento, irão quebrar. Mas, antes de chegar ao seu limite, a oferta irresistível aos investidores (quem coloca dinheiro na empresa) é a de retornos mensais altos, e muito maiores do que outros investimentos disponíveis no mercado financeiro.
Na prática, não existe uma empresa física, serviço ou produto propriamente dito para serem comercializados e trazer retorno. Esses negócios são apenas de fachada e o que realmente mantém vivo o sistema é a entrada de novos investidores – que serão recrutados pelos que chegaram primeiro.

Para entrar no esquema, é necessário pagar uma taxa de adesão, e é justamente esse dinheiro injetado a cada novo participante que sustenta o golpe. Ou seja, o lucro aparece somente quando os investidores (quem caiu no golpe antes) recruta novas pessoas. Dessa forma, quem entrou primeiro e colocou seu dinheiro terá a rentabilidade prometida assim que o segundo indivíduo entrar e aportar mais dinheiro.
Ele, por sua vez, terá seu retorno assim que entrar uma terceira pessoa. A terceira receberá da quarta, que receberá da quinta e assim por diante. O problema acontece quando os novos entrantes não conseguem mais recrutar novas pessoas – que bancariam os retornos prometidos aos investidores que já estão dentro da pirâmide. Isso significa que o esquema quebrou – e os investidores perdem o dinheiro investido.

Conclusão

Os golpes de pirâmide financeira estão cada vez mais comuns no Brasil e, por isso, ter conhecimento sobre as suas características e sempre desconfiar de propostas tentadoras demais é fundamental. Além disso, mesmo que você encontre uma boa oportunidade para investir o seu dinheiro, sem ser um sistema ilegal e não-sustentável, ainda assim é importante não colocar todo o seu dinheiro em apenas um investimento – a fim de reduzir possíveis prejuízos no seu patrimônio.
Se você quiser investir o seu dinheiro com segurança, estude sobre investimentos, conheça seu perfil de investidor e defina os seus objetivos.

Agora conte para a gente: você sabia reconhecer um sistema de pirâmide financeira ou já caiu em um golpe como esse? Deixe o seu comentário!

Por Rafael Mansberger – Especialista em crédito – @rafaelmansberger – E-mail: [email protected]

claytonferreira

por

claytonferreira