Publicidade

Cartão de débito ou crédito: qual o melhor?

O crédito ou débito podem ser bons aliados na hora de fazer o planejamento financeiro. Entenda sobre as suas funcionalidades e quando utilizar cada um:

Por:

Publicidade

débito ou crédito
Fonte: Google

Débito ou crédito: quem nunca ficou na dúvida sobre qual modalidade de pagamento escolher quando o caixa lançou essa pergunta?

O pagamento em cartão, hoje, é um dos meios mais usados na hora de efetuar compras – tanto do dia a dia, quanto valores mais altos.

E a dúvida que a maioria dos brasileiros tem é em quais momentos usar cada um, ou se há um melhor do que o outro.

Ambas as funções do cartão apresentam vantagens e desvantagens – e a escolha entre eles está diretamente relacionada ao planejamento financeiro individual ou familiar.

Por isso, conhecer as características de cada opção é importante para que você possa analisar a que melhor se encaixa no seu orçamento.

As diferenças entre o cartão de débito e o cartão de crédito

Os cartões de crédito e de débito são modalidades de pagamento diferentes.

Enquanto o primeiro funciona no esquema “compre agora, pague depois”, o segundo necessita de saldo na conta corrente ou digital para que o pagamento seja descontado na hora.

Todo assunto onde temos que escolher entre débito ou crédito pode gerar uma boa discussão, já que ambos têm seus próprios benefícios – e os seus pontos negativos.

O nosso intuito com esse conteúdo não é te dizer qual a melhor solução para a sua vida financeira, mas sim apontar como cada alternativa pode te ajudar em determinados casos.

O cartão de crédito

O cartão de crédito, apesar de ser apontado como o vilão da “saúde financeira”, pode ser um bom aliado quando você precisa comprar uma mercadoria e não tem o dinheiro ali no momento, ou quer parcelar suas compras.

Na prática, ele funciona como um empréstimo cedido pela instituição financeira ao cliente, com uma data pré-determinada para ser pago.

Dessa forma, o cliente compra algo hoje e só precisa pagar o valor no próximo mês – ou quando vencer a fatura.

Quando o valor cheio é pago no dia estipulado de vencimento, a maioria das operadoras de cartão não cobram nenhum valor dos seus clientes (alguns podem cobrar a anuidade para uso dessa função), além do valor das compras.

No entanto, quando o cliente paga apenas o mínimo e parcela o restante, ou deixa de pagar a sua fatura na data de vencimento, essas atitudes resultam em juros altos ou no rotativo – de cerca de 20%.

Veja aqui os 10 melhores cartões de crédito

Por isso, é importante evitar esse tipo de postura, para que você não entre em uma bola de neve com o banco.

O cartão de débito

Enquanto o cartão de crédito não depende de dinheiro em conta para ser usado, o de débito funciona de forma totalmente inversa: ele só pode ser usado se a pessoa tiver o dinheiro em conta para ser descontado o valor da compra ou serviço que será adquirido.

Ele funciona como uma espécie de “dinheiro plástico”, ou seja, assim que você passá-lo na maquininha, o dinheiro automaticamente sai da sua conta, como se tivesse feito um saque.

Por essa dependência do seu valor em conta, não é possível parcelar suas compras ou ter o pagamento adiado para o próximo mês com o cartão de débito.

Isso não significa que ele seja ruim, muito pelo contrário.

A função débito se torna um grande aliado na vida de quem deseja ter um melhor planejamento financeiro, uma vez que você gasta o que tem e não adia pagamentos.

Na prática, funciona mais ou menos assim: “Tenho dinheiro? Compro. Não tenho? Não compro agora.”

Quando usar o crédito ou débito?

Você pode usar ambas as funções, ou concentrar todos os seus gastos apenas no crédito ou no débito – mas tudo vai depender do seu planejamento financeiro.

Em geral, o cartão de débito é o mais indicado para ser usado nas compras do dia a dia.

No supermercado, farmácia, colocar combustível, etc.

Isso ajuda a ter um maior controle desses gastos mensais e evita surpresas no final do mês.

O débito também pode ser um aliado na hora de conseguir descontos em muitos estabelecimentos, pois vários preferem o pagamento à vista.

Sempre pergunte antes ao caixa se tem algum desconto caso a compra for realizada no débito.

Veja aqui os 10 melhores cartões de débito

Já o cartão de crédito pode ser usado em outros cenários, como para o pagamento de compras maiores, como passagens áreas, eletrônicos e eletrodomésticos, por exemplo.

Isso porque essa opção dá a possibilidade de parcelar a compra, aumentando o seu poder de compra.

Outro uso útil do crédito é no programa de pontos, se o seu cartão estiver vinculado a esses programas.

Você pode acumular pontuação a cada compra realizada, e depois usar essa quantia para trocar por produtos, milhas ou outros serviços.

Você pode perceber que ambos os cartões têm suas vantagens, e, portanto, a sua escolha precisa ser baseada nas suas necessidades do dia a dia e no seu planejamento.

Por Rafael Mansberger – Especialista em crédito – @rafaelmansberger – E-mail: [email protected]

Recomenda

Últimas